“Seja aberta a Porta da Justiça” – foi com estas palavras que o Papa Francisco abriu a Porta Santa da Misericórdia da Basílica de S. Pedro no Vaticano.

O Santo Padre inaugurou, assim, o 29º Jubileu da história da Igreja Católica – um Ano Santo Extraordinário centrado no tema da Misericórdia que decorre até 20 de novembro de 2016.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O Jubileu da Misericórdia teve início com a abertura da Porta Santa na Catedral de Bangui, na República Centro-Africana, no dia 29 de novembro.

Neste dia 8 de dezembro, foi a vez da abertura da Porta Santa da Basílica de S. Pedro, algo que não acontecia desde o ano 2000.

A Igreja Católica iniciou a tradição do Ano Santo com o Papa Bonifácio VIII, em 1300, e a partir de 1475 determinou-se um jubileu ordinário a cada 25 anos.

Até hoje, houve 26 Anos Santos ordinários e dois extraordinários (anos santos da Reden­ção): em 1933 (Pio IX) e 1983 (João Paulo II).

O jubileu consiste num perdão geral, uma indulgência aberta a todos, e na possibilidade de renovar a relação com Deus e o próximo. Esta indulgência implica obras penitenciais, como peregrinações e visitas a igrejas.

 

 

Papa Francisco

 

Fonte: Rádio Vaticano

 

 

 

Papa Francisco \ Missa Santa Marta

Papa: a salvação é fruto do descarte do Filho de Deus

Ano Santo da Misericórdia